A ter lugar entre julho e outubro deste ano, o Mapas Natureza vai levar concertos, criação colaborativa, instalações, documentários, piqueniques, caminhadas performativas e atividades a Sicó/Alvaiázere, Serra da Estrela, Serra da Lousã, Geopark Naturtejo, Vouga-Caramulo, Serras d’Aire e Candeeiros, Malcata, Açor, Vale do Côa e Gardunha. Serão mais de 50 artistas, da música às artes plásticas, a percorrerem dez destinos naturais portugueses num programa que propõe o encontro entre a natureza, as comunidades e as artes.

Com um formato concebido especificamente para se realizar ao ar-livre e cumprindo as regras de segurança determinadas pelas autoridades de saúde, o programa itinerante do Mapas Natureza irá prolongar-se por dez fins-de-semana, junto a valores de património natural e cultural classificados nos municípios integrados no projeto.

 

Dar eco a uma narrativa do real que, a partir da memória do indivíduo e da vida se guia pela arte, é esta a missão desta primeira edição do Mapas Natureza. Promovido pela iNature, o programa completo poderá ser consultado em mapas-natureza.pt.

O Mapas Natureza é financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do CENTRO2020 – Programa Operacional Regional do Centro.

 

 

PROGRAMAÇÃO MAPAS NATUREZA

15 a 17 de outubro, Serra da Gardunha

 

sexta-feira, 15 de outubro

(Parque Verde, Fundão)

21h30 - Pessoas-Mapas (Projeção de Documentários)

22h00 - Criatura (Concerto)

 

sábado, 16 de outubro

(Largo Dr. Manuel Proença, Alpedrinha)

17h00 - Conversa

18h00 - António Supico (Instalação)

21h30 - Pessoas-Mapas (Projeção de Documentários)

22h00 - Ricardo Martins + Grupo de Bombos (Co-criação)

 

domingo, 17 de outubro

(Praia Fluvial de Castelo Novo)

10h30 - Percurso Sonoro (Caminhada)

12h00 - Piquenique

12h30 - Jogos do Helder

14h30 - Feeling Events

15h00 - Aventuras Mystery Box