A Rota do Corredor de Mouros é dotada de uma mística e beleza inquietante e transborda de biodiversidade e variedades cromáticas e morfológicas.

Repleta de pontos de interesse atrativos à observação, à prática de atividades de natureza e ao repouso, esta rota permite a visita à extensa e imponente cumeada do Corredor de Mouros, a eiras ancestrais, à Capela da Senhora do Carmo e Capela de São Lourenço, bem como a observação de afloramentos quartzíticos, claro, à magia do Covão da Ponte.

Possuidor de uma beleza natural, o Covão da Ponte dispõe de espaços verdes que permitem aos visitantes desfrutar de momentos agradáveis em contacto com a natureza, embalados pelos chocalhos dos rebanhos e iluminados pelas estrelas.

Na envolvente, as searas de centeio de altitude desenham mosaicos em tons de dourado e castanho, constituindo um exemplo de um ecossistema criado pelo homem que fornece um habitat para diversas espécies cinegéticas.

No percurso abundam os matos rasteiros (urze, giesta, sargaço, etc.), que se assumem como um abrigo para uma ampla diversidade de fauna, como o falcão-peregrino, o morcego-de-ferradura-pequeno, o coelho-bravo e o tartanhão-caçador que enfrentam risco de extinção elevado.

Para além destes, habitam esta área a doninha, a fuinha, a lontra e o javali, o sapo-comum, a rã-ibérica, a cobra-de-pernas-pentadáctila e a cobra-de-água-viperina, entre outros.

NOTA: Deve ser realizada no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

Fonte e Fotos Trilhos Verdes | Câmara Municipal de Manteigas.

 

ROTA

Início e fim: Junto ao Covão da Ponte.

Coordenadas: 40.442111, -7.515231

Épocas aconselhadas: Primavera, verão e outono. 

 

DOCUMENTAÇÃO

Folheto informativo: aqui.

 

CONTACTOS ÚTEIS

Posto de Turismo de Manteigas: 275 981 129

GNR (Manteigas): 275 981 559

Bombeiros Voluntários de Manteigas: 275 982 333

15,6Km Distância
Circular Tipo
6h Duração
925 Alt. Mínima
1298 Alt. Máxima
Médio Dificuldade

 

NOTA Os caminhos dos percursos e a sinalética dos mesmos estão sujeitos ao desgaste provocado por vários fatores. Por prudência, a iNature recomenda o contacto com as entidades responsáveis pelos percursos para apurar o estado de conservação dos caminhos e da sinalética. Uma caminhada agradável começa na segurança da mesma.