Ao longo dos seus 10547 hectares, a Paisagem Protegida Regional da Serra da Gardunha proporciona ótimas condições para a prática de desportos de natureza como o pedestrianismo, BTT, escalada e parapente.
Com uma geomorfologia e litologia particulares, caracterizadas por afloramentos graníticos, alguns dos quais com elevado valor geológico, como são os casos do bloco de ‘Fraturação Poligonal’, o ‘Bloco Fendido’, os ‘Blocos Residuais’ e alguns ‘Tor’, existentes nas zonas do Castelo Velho, a serra possui uma elevada diversidade biológica e vários endemismos.
Na vertente norte pautam os soutos e carvalhais, e é frequente a presença da abrótea (Asphodelus bento-rainhae), espécie endémica da Gardunha. Já na vertente sul são abundantes os urzais, estevais e comunidades de caldoneira (Echinospartum ibericum), um endemismo ibérico. Destaque também para as florestas aluviais residuais Alnion glutinoso-incanae e a abundância de nascentes que dão origem a inúmeros riachos.
É frequente o avistamento de aves de rapina e perdizes, várias espécies de répteis e de mamíferos de pequeno porte. Um deles é a fuinha (Martes foina), popularmente conhecida por 'gardunha'.

As nossas etapas

PR3 FND - Rota da Pedra D'Hera

Saiba mais

PR6 FND - Rota da Portela da Gardunha

Saiba mais

PR9 FND - Rota dos Castanheiros

Saiba mais

PR1 FND-CTB - Rota da Gardunha

Saiba mais

PR2 FND-CTB - Rota da Marateca

Saiba mais